Egito

EGITO


Nome oficial: República Árabe do Egito (al-Jumhuriya Misr al-'Arabiya). 
Nacionalidade: egípcia.
Data nacional: 23 de julho (Aniversário da Revolução). 
Capital: Cairo.

População: 80 milhões
Idioma: árabe (oficial), 
No entanto, a maioria dos egípcios entende e fala inglês e francês
Localização: nordeste da África. A Oeste encontram-se o Deserto Oeste e a Líbia, e a Leste estão localizados o Planalto Desértico, o Mar Vermelho e o Sinai. O Egito faz fronteira com o Sudão ao Sul e ao Norte encontra-se o Mar Mediterrâneo.
Área: 1.001.449 km2
Clima: árido subtropical. 

Principais cidades do Egito: Cairo, El Gîza, Alexandria.
Governo Egípcio: O Egito é designado República Árabe do Egito. O sistema de governo é presidencial e democrático. O presidente é nomeado pela Assembléia Popular, composta por 350 membros e aprovada através de voto popular direto. O mandato presidencial tem a duração de seis anos, podendo este ser reeleito para outro mandato.

Religião: Aproximadamente 85% da população egípcia é mulçumana. Do restante, cerca de 9 milhões de pessoas são cristãos ortodoxos, pertencentes à Igreja Copta. Na maioria das cidades do Egito, mosteiros e igrejas são encontrados perto uns dos outros. Há também algumas sinagogas, já que uma pequena comunidade judaica ainda mora no Egito.

Terra dos mistérios, superstições e da moderna arqueologia, o Egito fascina com sua rica história e grandiosos monumentos.

Considerado o terceiro país mais populoso da África, com aproximadamente 84,4 milhões de habitantes, o Egito é considerado berço de uma das mais importantes civilizações da Antiguidade, e possui uma das histórias mais longas do mundo. Local onde dinastias de Faraós edificaram construções grandiosas.

Mais de 90% da população reside nas áreas próximas às margens do Rio Nilo e na costa do Mar Mediterrâneo. O Rio Nilo é a principal fonte de vida e trabalho, através dele é realizado o abastecimento de água e energia elétrica, possibilitando o desenvolvimento da atividade agrícola. Outra atividade econômica de grande relevância é o turismo. As belezas naturais e a riqueza histórica e cultural são fatores que atraem milhões de visitantes ao Egito. O comprimento total do Nilo no Egito é de 1.440 km. A alta fertilidade do solo no Vale do Nilo proporciona ao Egito a capacidade de produzir muitos produtos agrícolas, especialmente o arroz, as verduras, a cebola, a cana de açúcar e as frutas em geral. Além disso, o Egito é um dos maiores produtores e exportadores mundiais de algodão.

A porta de entrada no país é a cidade do Cairo, que conta com um dos mais incríveis museus do planeta, o Museu do Cairo, cheio de múmias, sarcófagos, esculturas e outras preciosidades do Egito antigo. Barulhenta e dinâmica, a cidade possui um trânsito caótico, mas mesmo assim, tem charme de sobra. Próximo ao centro está o platô de Gizé, com as grandes pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos (consideradas patrimônios da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) a única das sete maravilhas do mundo antigo ainda existente, as pirâmides continuam a surpreender a todos, e também a famosa esfinge com cabeça de leão e corpo de homem, foi esculpida em um único bloco de rocha e é o mais antigo exemplo da colossal escultura egípcia..

Descendo o rio Nilo encontramos cidades como Edfu, com seu magnífico templo de Hórus, o mais bem preservado do Egito Antigo e o segundo maior depois de karnak; Kom Ombo, e seus edifícios gêmeos, e a espetacular Luxor, com complexos religiosos incríveis como a impressionante Karnak, e o imperdível Vale dos Reis, onde estão as tumbas de faraós como Ramsés II e Tutâncamon. Mais ao sul está Aswan, local ideal para explorar as ruínas de Abu Simbel, e a Ilha Philae, com o templo de Ísis, o último onde foram inscritos hieróglifos. Ainda pode-se fazer um agradável passeio de felucca, a embarcação de velas triangulares que cortam as águas do Nilo.

No Egito temos o Mar Vermelho, um dos melhores pontos de mergulho do planeta. Suas belíssimas águas azuladas e ampla biodiversidade são encantadoras, alguns resorts como Sharm-el-Sheik são uma excelente opção ao clima árido deste país.

A culinária local é deliciosa, nutritiva e barata, oscilando entre pratos bem conhecidos como kafta, esfiha, saladinhas e falafel.

Ainda no Egito temos pontos importantes ligados ao turismo religioso, locais de grande importância mencionados na bíblia, como o Monte Sinai, que é um pico de granito com uma altitude de 2285 metros onde, segundo a Bíblia, Moisés recebeu as Tábuas da Lei. Esta ligação do Monte Sinai com a Bíblia atraiu muitos peregrinos ao longo dos séculos e uma das mais famosas foi a Imperatriz Helena de Bizâncio, no século IV que fez ali construir uma igreja, a Capela da Sarça Ardente. Imediatamente se estabeleceu ali uma comunidade monástica e, para proteger a igreja e os monges dos ataques de beduínos, o imperador Justiniano I mandou construir uma muralha à volta da igreja, no ano 542 e os edifícios que são hoje o Mosteiro Ortodoxo de Santa Catarina.

Temos também Mara, a fonte da aguas amargas. Onde Livro de Êxodo nos conta que após os israelitas vagarem no deserto por três dias sem água, eles chegam a Mara onde possuía água, porém ela era amarga, o que a tornava imprópria para beber (daí o nome que significa amargura).  Os israelitas então reclamaram sobre a impossibilidade de se beber aquela água. Desta forma, Moisés clama e lança na água um pedaço de madeira, tornando-a doce e própria para consumo.

INFORMAÇÕES:

O EGIPCIO

É um povo sofrido, porém muito alegre e hospitaleiro. Faz lembrar o carioca no Brasil: gosta de curtir a vida, adora futebol e música, é afável, brincalhão e muito prestativo. Não consegue guardar rancor. Brasileiros são muitíssimo bem recebidos em qualquer lugar do pais, em geral os dois povos se identifica muito em alegria e hospitalidade. O futebol brasileiro é adorado na terra dos Faraós , é comum eles vir bater papo com você sobre a seleção brasileira e escalação do time. QUE ROUPA USAR NOS DIAS EM QUE ESTIVER NO EGITO. Sempre use roupas leves e confortáveis. Vai estar durante o dia em ruínas , escavações, e monumentos faraônicos. Calçado leve e baixo, nada de sapato social, botas. Tênis e sandálias é o ideal. Bermudas e camisetas são tolerados no Egito. Porem, para visitar mesquitas, não use bermuda ou camiseta com ombros a mostra. Protetor solar e labial é item obrigatório, bem como um chapéu ou boné.

ALIMENTAÇÃO E  ÁGUA

Nos hotéis 4 estrelas que a "CAPRICE TOUR OPERADORA” utiliza no Egito a alimentação é excelente. Aconselha-se a não consumir alimento que não seja embalado fora dos hotéis. Água obrigatoriamente mineral.

CÂMBIO

Não é preciso fazer câmbio no Egito. Se paga tudo em dólar ou euro. Cartões de crédito são aceitos em qualquer loja: grande ou pequena. Se comprar libras, guarde os recibos que o banco fornece. Cheque viagem são bem aceitos, mas algumas lojas podem cobrar de 3 a 4%.

DOCUMENTOS, VISTO:

Embarcando com a CAPRICE o visto será por nossa conta. PASSAPORTE: Em validade não inferior a 6 meses da data de seu retorno. PARA SUBIR O SINAI: Um bom agasalho de frio e obrigatório tenis. A subida se inicia ás duas horas da manhã. As noites no deserto são frias.